3 lições de David Goggins para alcançar seus objetivos

David Goggins

David Goggins é ex-obeso e foi vítima de abusos físicos e mentais pelo pai na infância, mas conseguiu mudar completamente o rumo de sua vida, se tornou SEAL da Marinha Americana, escreveu o livro ‘Can’t hurt me’ e hoje é inspiração para milhares de pessoas.

Quando começou, ele sabia que teria um longo e árduo caminho pela frente, mas decidiu que não queria mais viver a vida sem alcançar nada. Assim, naquele momento ele entendeu que deveria passar a agir de forma completamente oposta a como fazia até então: sempre buscando o caminho mais fácil e evitando situações ruins. Por fim, David alcançou seu tão desejado objetivo e ainda se tornou recordista mundial de barra fixa em 2013 depois de cumprir 4030 repetições em 24 horas e hoje é um dos SEALs mais respeitados nos Estados Unidos.

Descubra 3 ensinamentos de David Goggins para alcançar seus objetivos:

 

#1 Crie calos mentais

Nosso corpo é completamente adaptável, especialmente se exercitarmos com frequência. É o que acontece por exemplo quando criamos calos nas mãos ao se treinar constantemente a barra, que nada mais é que uma proteção natural extra do corpo para não nos machucarmos. David percebeu que o mesmo acontece com a nossa mente. Ao se colocar em situações desconfortáveis e difíceis todos os dias, nosso cérebro se acostuma com aquilo e acabamos adquirindo resiliência.

Não para nos torturar mas sim para criar calos na nossa mente que nos ajudarão a enfrentar tempos difíceis com mais facilidade. Assim, ele entendeu que todas as situações que viveu como SEAL lhe trouxeram muito mais autocontrole.

 

#2 F#d@-se a opinião dos outros

Por muito tempo, David se passou por uma pessoa que não era para que outras pessoas gostassem dele. Inventava informações, se vestia da mesma forma que o grupo, sempre para ter a sensação de que estava sendo aceito. Porém, depois ele acabava se sentindo péssimo por mentir para si mesmo.

Com isso, ele decidiu ser exatamente como ele queria ser, independentemente da aprovação das pessoas ao seu redor. David percebeu que existiam outras pessoas que também eram rejeitadas e ele se aproximou delas, criando um grupo onde as pessoas poderiam ser exatamente quem elas eram de verdade. Ele aprendeu a viver com as próprias diferenças e inseguranças e em vez de deixar isso afetar-lo negativamente, passou a usar isso como motivação. 

Isso foi essencial para sua auto confiança, que melhorou desde então.

 

#3 Externalize sua energia

Muitas das nossas lutas estão na nossa mente, mas você pode usar coisas externas como motivação para atingir seu alvo. Por exemplo, Goggins pensava no recordista de flexão de barra anterior a ele como fonte de energia. Ele não o odiava nem o conhecia, mas o canalizou em seu processo para seguir em frente e conquistar o novo recorde.

No processo, ele usou o diálogo interno e exercícios de visualização como ferramentas para mantê-lo motivado. Ele diz em seu livro, “mesmo quando você acha que bateu na sua maior parede, lembre-se que a maioria das paredes tem janelas”.