Camisetas antibacterianas e antivirais: veja as vantagens

camisetas-antibacterianas

A tecnologia têxtil ajuda na criação de produtos funcionais para o dia a dia. Roupas impermeáveis, camisetas antibacterianas, peças antivirais e modelos que protegem dos raios solares são alguns exemplos.

Ao aplicar determinados aditivos nos fios que formam o tecido, as roupas podem apresentar essas funcionalidades. A utilização das peças pode acontecer em diferentes contextos, como na prática esportiva ou para trabalhar. 

Pensando nisso, separamos algumas informações sobre os tecidos especiais das camisetas antibacterianas e antivirais. Veja também como essas roupas podem ser usadas na rotina. 

O que é uma camiseta antibacteriana?

As camisetas antibacterianas evitam a proliferação de bactérias. Isso é importante, uma vez que esses micro-organismos são responsáveis pelo mau cheiro nas roupas.

A tecnologia antibacteriana é mais comum em roupas esportivas, mas também pode ser encontrada nas undershirts da Insider, uma espécie de segunda pele antissuor. A peça foi desenvolvida para ser utilizada por baixo de camisas sociais. 

Dessa forma, ela absorve e evapora o suor rapidamente, evitando manchas desagradáveis. Isso acontece por causa do alto nível de respirabilidade do tecido e da tecnologia aplicada na fibra.

camisetas-antibacterianas-insider

A camiseta antibacteriana e antiviral também conta com essa funcionalidade. Ela é uma t-shirt fácil de ser combinada e pode ser usada em diversas ocasiões. Assim, fica mais fácil se manter fresco, sem manchas de suor ou odores indesejados. 

O que é uma camiseta antiviral?

Enquanto as camisetas antibacterianas evitam a reprodução de bactérias, as peças antivirais impedem a proliferação dos vírus. Ou seja, utilizando uma roupa com essa tecnologia, há maior proteção, devido a ela se tornar uma barreira funcional contra a infecção de algumas doenças.

A funcionalidade do tecido antibacteriano e antiviral pode estar presente em diversas peças, como camisetas e máscaras. Em um cenário de epidemia ou pandemia, esses tecidos se tornam grandes aliados no controle da disseminação de vírus e bactérias.

Como funciona o tecido antibacteriano e antiviral?

É possível acrescentar aditivos antibacterianos e antivirais nos tecidos. Os tecidos antimicrobianos são mais completos, porque protegem o usuário de vírus, bactérias e fungos. A t-shirt antiviral da Insider é feita com essa técnica.

Conheça a tecnologia

Para que uma peça de roupa possa conter a proliferação de vírus e bactérias, acrescenta-se no tecido uma formulação especial para essa função. No caso dos produtos desenvolvidos pela Insider, a fórmula contém íons de prata.

Quando a prata é reduzida em escala nanométrica, seu poder germicida aumenta. Dessa forma, o tecido tem a capacidade de desativar os vírus e as bactérias, impedindo sua reprodução. Tanto a camiseta como a máscara de proteção da Insider inibem o crescimento de 660 tipos de micro-organismos, incluindo os do grupo coronavírus.

Os testes para confirmar a eficácia dos produtos foram realizados pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), seguindo a norma ISO 18184. Eles mostraram que há uma redução de até 99,9% das cepas testadas.

Vantagens de utilizar produtos antibacterianos e antivirais

A principal vantagem de utilizar uma roupa antibacteriana e antiviral é a dupla proteção que a peça apresenta. Assim como qualquer tecido, ela funciona como uma barreira, para que os micro-organismos não entrem em contato com o corpo tão facilmente.

No entanto, o diferencial do tecido antimicrobiano, presente em camisetas antibacterianas e máscaras da Insider, é a proteção da contaminação cruzada. Isso acontece quando há contato com uma superfície contaminada. 

Os tecidos tradicionais acumulam vírus e bactérias, portanto, ao entrar em contato com eles, é possível se contaminar. Uma máscara de pano, por exemplo, pode evitar a entrada dos micro-organismos pelas vias aéreas, mas eles permanecem no tecido. Assim, ao retirá-la — e tocar a superfície do tecido —, é possível se contaminar.

Nas peças com tecnologia de íons de prata, esse risco é muito menor. Isso porque ela desativa os organismos em até 15 minutos. Além disso, os itens podem ser usados por um maior período, já que não são um meio de contaminação nem acumulam micro-organismos. Dessa forma, não há necessidade de troca constante.