Como evitar chulé: 4 dicas essenciais

Como evitar chulé: 4 dicas essenciais

Saber como evitar chulé é essencial. De acordo com a Fundação Skin and Care, em um estudo na Austrália, os pés suados normalmente têm um odor característico, conhecido como bromidrose. Tal condição normalmente se inicia na infância ou até mesmo na adolescência, e pode ter um forte impacto negativo no desenvolvimento social, nas escolhas de carreira e também na educação.

Felizmente, existem algumas técnicas que podem ajudar nesse sentido e eliminar o chulé, ou, pelo menos, aliviar os seus sinais. São dicas bastante simples e que exigem muito mais disciplina do que propriamente técnicas apuradas.

Siga conosco e veja quais são elas a seguir. Ao final, você vai perceber o quão importante é ter cada uma dessas práticas a seu favor em sua rotina!

1. Seque bem os pés

Secar bem os pés todos os dias é sempre uma boa ideia para evitar o chulé, afinal, é uma das principais causas. Durante o dia, suamos muito e essa transpiração em um sapato fechado é o foco principal para o aparecimento do mau cheiro.

No fim de cada dia, experimente secar bem os pés, e faça isso também antes de calçar os sapatos. Inclusive, os sapatos também precisam ser enxugados, já que eles absorveram todo o suor que você produziu durante todo o dia.

2. Use talco ou bicarbonato de sódio

O uso do talco ou do bicarbonato também é uma opção interessante, já que a ação dele é muito bem específica e direcionada. Esses compostos ajudam a eliminar qualquer foco de fungos, que são os principais responsáveis pelo cheiro ruim.

Assim, ao usar ou talco ou bicarbonato, você impede a proliferação de fungos, de maneira que não agrave a situação. Ou seja, você pode encontrar nesses meios mais uma forma de como evitar chulé, sem tanta dificuldade ou dor de cabeça. Sua aplicação pode ser feita antes de calçar os sapatos, ou depois.

3. Faça um escalda-pés

O escalda-pés é utilizado com muitas finalidades, e algumas delas estão diretamente ligadas com a prevenção do chulé. Para muitas pessoas, serve como terapia, e enquanto alguns relaxam, outros se beneficiam das propriedades de alguns compostos utilizados.

Fato é que ele pode ser bastante eficaz nesse sentido, ao controlar toda a parte de poros e até fazer o próprio controle de fungos. Com isso, também pode servir para dar sensação de frescor aos pés, de maneira que ele transpire muito menos. O controle do cheiro é uma consequência de todos esses pontos levantados anteriormente.

4. Busque auxílio médico para controle da transpiração

Esse é um ponto mais complexo, mas que também está diretamente ligado ao controle do chulé. A transpiração tem pontos que podem ser considerados como patológicos e, portanto, demandam maior atenção.

Esse acompanhamento pode ser feito por médicos especialistas, que podem prescrever como tratamento o uso de medicamentos para o controle da transpiração excessiva. Dessa maneira, como a transpiração estará controlada no corpo inteiro, os pés também se beneficiarão da ação dos medicamentos prescritos. A consequência é a eliminação do mau cheiro, sendo também uma forma de evitar chulé, mesmo que por uma intervenção médica especializada.

Como vimos até aqui, saber como evitar chulé passa por ações simples, que podem ser adotadas sem maiores dificuldades no dia a dia de qualquer pessoa, portanto, aproveite esse conhecimento em seu favor.

Para começar, que tal conferir como evitar o suor excessivo? Confira no blog e até a próxima!