Minimalismo como estilo de vida

caminho-para-o-minimalismo

Minimalismo é um conceito que pode ser aplicado em diversas áreas do cotidiano como nas artes, cultura, consumo, vestuário entre outras. Mas, afinal, o que é minimalismo?

O minimalismo é uma tendência artística que tem sua origem nos anos 60, nos Estados Unidos. Onde utilizavam o mínimo possível de elementos estruturais como forma de expressão da arte e da comunicação. Entretanto, com o tempo, esse conceito se expandiu e transformou-se em um estilo de vida.

3 lições para um estilo de vida minimalista

#1 Liberação do espaço físico

Desfazer de tudo que não tem utilidade e que vamos acumulando ao longo da vida. A liberação do espaço físico é um dos principais aspectos do minimalismo. Menos coisas com mais qualidade.  

Isso não significa que deve se desfazer de tudo, mas sim reavaliar a utilidade daquilo na sua vida. Reveja o guarda roupa, quantos peças têm que usou poucas vez ou nunca usou? E os móveis e objetos que não precisamos, ficam ocupando espaço e dão trabalho para limpar. 

Abrir espaço para tudo aquilo que realmente importa para você, eliminando o que você não usa é o primeiro passo para inserir o minimalismo na sua vida. 

#2 Menos atividades 

O minimalismo também se aplica ao tempo, ou seja, é preciso se livrar do excesso de atividades que muitas vezes nem fazem sentido para nós para ter mais tempo, melhores experiências e atividades feitas com mais qualidades. 

Estamos constantemente correndo contra o tempo, mas passamos horas fazendo coisas não produtivas como ficar no celular e redes sociais. Desconecte-se um pouco, nossa mente precisa descansar para desfrutar de cada momento com qualidade. Seja com a família, com os amigos ou até mesmo no trabalho. 

Quer ser mais produtivo? Então planeje tudo o que você precisa fazer com antecedência. Decidir o que fazer sempre em cima da hora é uma forma improdutiva de lidar com as atividades e faz você perder o foco.

#3 Menos consumo 

O conceito minimalista também é aplicado na vida financeira, com a redução do consumo excessivo e gastos supérfluos, sobra mais dinheiro para as coisas importantes. Se você tem consciência do que realmente importa fica mais fácil se planejar e gastar com experiências que realmente importam.

Avalie suas contas da mesma forma que você avalia o seu guarda-roupas. Você encontrará gastos desnecessários com produtos ou serviços que tomaram seu tempo, dinheiro e foco. Sempre existe espaço para otimização de recursos.   

Vestuário minimalista 

Como falamos anteriormente, o minimalismo se aplica inclusive no vestuário. O guarda roupa minimalista é composto por peças básicas, que combinam entre si, e atemporais, feitas para durar bastante. Geralmente com cores neutras e acessórios sutis, os chamados “armários cápsulas” possuem apenas peças essenciais. 

tecnologia-textil-e-minimalismo

A Tecnologia têxtil vem contribuindo muito com esse estilo. O desenvolvimento de tecidos tecnológicos com ação antibacteriana, antiodor, entre outras que permitem que a roupa seja usada por mais tempo. Ou seja, com menos lavagens, elas duram muito mais tempo. 

O minimalismo como estilo de vida é dar atenção às coisas que realmente importam. É simplificar a vida eliminando os excessos, manter apenas o que é essencial.

Quer se aprofundar em conteúdos sobre minimalismo? Dá uma olhada no vídeo do Pinho, ele conta um pouco sobre sua rotina e como consegue viver com o mínimo de itens possíveis.