Quer usar a bicicleta para trabalhar? Confira 7 dicas

bicicleta-para-trabalhar

O trânsito nas grandes cidades está cada vez mais caótico. Como consequência, as pessoas passam um tempo considerável no trajeto para o trabalho, aumentando o nível de estresse. Por isso, muitas estão buscando alternativas, como o uso da bicicleta para trabalhar.

Países como Holanda e Dinamarca são conhecidos pelo uso da bicicleta como meio de transporte. Entretanto, nem sempre foi assim: para chegar aos níveis atuais, investimentos foram necessários. No Brasil, as cidades estão começando a criar uma estrutura para que os ciclistas possam circular com maior segurança.

Desse modo, mais pessoas vão considerar a ideia de ir trabalhar de bicicleta. Além de ser uma alternativa ao trânsito, pedalar faz bem para a saúde, porque ajuda as pessoas a sair do sedentarismo e estimula a circulação sanguínea.

A seguir, confira as dicas para quem quer começar a usar a bike como meio de transporte.

1. Escolha o melhor trajeto

Antes de começar a usar a bicicleta para trabalhar, é importante verificar quais trajetos são possíveis da sua casa até a empresa. Isso porque o caminho feito de carro nem sempre será a melhor opção para quem está de bike.

Veja se há percursos com ciclovias, porque elas vão proporcionar maior segurança para o ciclista urbano. Além disso, é importante ressaltar que o caminho mais curto nem sempre é o melhor: podem existir muitas elevações, faróis e outros obstáculos.

2. Comece devagar

Não precisa ter pressa para ir trabalhar de bicicleta, crie esse hábito de maneira gradual. Primeiro, teste o percurso e veja quanto tempo leva até chegar à empresa — de preferência, no final de semana.

Depois, use a bicicleta para trabalhar uma ou duas vezes na semana. Analise as dificuldades ao longo do caminho, veja se há um percurso melhor e comece a criar um ritmo de pedalada.

3. Pedale em ritmo leve

Usar a bicicleta para ir trabalhar é diferente de participar de uma competição. Portanto, não há necessidade em pedalar em um ritmo forte para fazer o percurso no menor tempo possível.

Na verdade, as consequências disso serão altos níveis de suor e cansaço. Por isso, não encare o uso da bike como algo competitivo, aproveite o caminho e observe a cidade de outro ângulo — não há necessidade de correr.

4. Use uma camiseta anti suor

A camiseta anti suor é uma boa aliada para manter a compostura ao longo do trajeto. A Insider criou um modelo de camiseta interna, a undershirt, que pode ser usada por baixo da camisa social. Seu nível de absorção é quatro vezes maior que o de uma camiseta tradicional de algodão.

Com tecnologia termodinâmica, a undershirt anti suor ajuda na regulação da temperatura corporal. Ela absorve e evapora a transpiração rapidamente, evitando manchas constrangedoras. Além disso, o modelo é anti odor, porque evita a proliferação das bactérias causadoras do mau cheiro.

Aprenda de uma vez: como tirar mau cheiro das axilas! | Insider

5. Escolha roupas adequadas

Escolher a roupa para andar de bike é fundamental, uma vez que nem todas as peças masculinas são práticas para usar na bicicleta. Por isso, pode ser necessário levar uma segunda combinação de roupas para trocar no trabalho.

Outra opção é usar uma calça e a camiseta anti suor e deixar para colocar a camisa social apenas depois do trajeto, evitando que ela amasse. Esses exemplos mostram como o uso da bicicleta para trabalhar inclui diversas variáveis, por isso, é importante começar aos poucos e ir testando o que funciona de acordo com sua rotina.

6. Faça manutenção e tenha um kit de ferramentas

A bicicleta funciona como os outros meios de transporte e precisa de manutenção ao longo do tempo. Se você pretende usá-la diariamente, faça manutenção a cada dois meses, em média. Além disso, crie o hábito de calibrar os pneus semanalmente.

Outro ponto fundamental é carregar um kit de ferramentas e aprender a trocar o pneu. Assim, se acontecer algum imprevisto, você estará preparado. Fique atento ao percurso para saber se há borracharias ou postos de gasolina por perto, esses estabelecimentos também poderão ajudar.

7. Sinalize suas ações

O número de ciclistas ainda é baixo quando comparado à quantidade de carros e motos circulando pela cidade. Por esse motivo, antecipe os movimentos dos motoristas e sinalize antes de entrar em uma rua ou fazer curvas perigosas. Desse modo, você cuida da sua segurança.

Além disso, lembre-se de que buzina, iluminação e espelho são itens obrigatórios e vão ajudar a analisar o trânsito, facilitando suas sinalizações e evitando acidentes.