Saiba mais sobre as causas da coceira nos pés e como tratá-la

coceira-nos-pes

Quando o assunto gira em torno da saúde e dos cuidados pessoais, os pés nem sempre recebem a devida atenção. Entretanto, quando algo não vai bem com eles, é impossível ignorá-los. Afinal de contas, a coceira nos pés — entre outras complicações — comprometem a qualidade de vida e até mesmo a produtividade.

Por passarem a maior parte do dia cobertos e abafados, os pés podem desenvolver diversas complicações, como o ressecamento da pele e o surgimento de micose, alergia ou disidrose. O sintoma mais comum nesses casos é justamente a coceira intensa nos pés.

Se você chegou até aqui, é porque pode estar sofrendo com a coceira nos pés ou entre os dedos, certo? Pensando nisso, a Insider preparou uma lista com os principais problemas que podem se desenvolver nos pés e seus respectivos tratamentos. Confira abaixo.

1. Pele ressecada

A pele dos pés pode ficar ressecada por diversos fatores. Um deles se dá pela ausência de glândulas sebáceas — responsáveis pela produção do sebo — na região. Além disso, muitas pessoas não realizam a devida hidratação nos pés, contribuindo ainda mais com a coceira embaixo do pé e o aspecto seco da pele, que pode se intensificar durante o inverno.

Tratamento

Nesse caso, não há muito com o que se preocupar. O tratamento consiste, basicamente, na hidratação da pele dos pés, que pode ser feita logo após o banho. Além disso, indica-se também realizar a esfoliação semanalmente para remover a pele morta. Caso a superfície esteja intensamente seca, vale investir em produtos voltados para a região dos pés.

coceira-no-pe

2. Micose

Um dos principais sintomas da micose é a coceira entre os dedos dos pés ou mesmo na sola. A doença leva duas classificações: superficial e profunda. A primeira é causada pelas condições ambientais, como calor, umidade e pouca luz, fatores que favorecem o desenvolvimento dos fungos.

Já a micose profunda é mais comum nas pessoas que apresentam grave deficiência imunológica. Por essa razão, pessoas que estão realizando tratamento contra o câncer ou que possuem HIV costumam ser as mais afetadas.

Quando o assunto é coceira nos pés e micose, a frieira — também chamada de pé de atleta — é uma das principais razões. Trata-se de um tipo de complicação de pele que também afeta outras regiões do corpo, desenvolvendo a micose na virilha ou nas mãos, por exemplo. Dentre os principais sintomas, destaca-se a coceira e a descamação da pele.

Tratamento

Nos casos de micose superficial, é possível apostar em pomadas, sprays e loções antifúngicas. Já os comprimidos são mais indicados para quem tem micose profunda. Entretanto, vale ressaltar que o tratamento deverá ser receitado por um médico que, após o diagnóstico, terá condições de prescrever remédios de ação assertiva e eficaz.

Além disso, é fundamental redobrar os cuidados com os itens dos pés. Dessa maneira, é importante trocar as meias diariamente e, se possível, guardar os sapatos em locais arejados, já que os fungos se reproduzem facilmente em lugares úmidos e fechados.

coceira-nos-pes-insider

3. Alergia

A alergia também outro fator que provoca a coceira nos pés. Geralmente, é causada por picadas de insetos, suor, alimentos, medicamentos e cosméticos. Além da coceira, ela também costuma gerar a descamação da pele e bolhas e/ou manchas vermelhas na região mais comprometida.

Tratamento

É importante contar com a ajuda médica ao apresentar os sintomas citados acima. Caso o diagnóstico confirme a reação alérgica, é possível que o tratamento indicado seja à base de anti-histamínicos, como a loratadina, ou mesmo com corticoides.

4. Disidrose

A disidrose, chamada clinicamente de eczema disidrótico, causa intensa coceira na sola dos pés, na lateral dos dedos e também pode atingir as mãos. Os sintomas consistem no surgimento de bolhas extremamente pequenas — semelhantes aos grãos de sagu —, rígidas e que podem ser preenchidas com um líquido.

Além da coceira forte, a região afetada também pode tornar-se dolorida e hipersensível. Ainda não se sabe exatamente as causas, contudo, médicos e estudiosos da área da saúde afirmam que a disidrose está associada a estresse, dermatite atópica e alergias sazonais.

Tratamento

O tratamento pode ser feito com medicamento via oral ou pomadas de uso tópico que possuam corticoide — devendo ser indicados pelo médico. Além disso, também é possível fazer compressas com água boricada a 2% para aliviar a coceira e demais efeitos da disidrose.